placeholder Ceu Azul placeholder
placeholder
placeholder
placeholder O conto azul de Leonardo da Vinci placeholder
placeholder Brasil placeholder Autor: Felix Richter
Páginas: 66
Formato: 21cm x 13,5cm
Preço: R$ 10,00
Idioma: Português
ISBN:9788587467300
placeholder
placeholder
placeholder
placeholder Compre agora na Livraria Saraiva placeholder
placeholder
placeholder
placeholder A história placeholder
placeholder São curiosos os paralelos entre a ficção e a realidade, principalmente, quando se trata de Leonardo da Vinci, um ícone da genialidade. No momento em que surgiu, no mundo das Artes, a discussão sobre uma suposta obra inédita de Leonardo da Vinci, Felix Richter lançou o livro de ficção O conto Azul de Leonardo da Vinci, cuja temática aborda, justamente, o surgimento de um suposto quadro inédito do pintor.

O livro de Richter questiona, através da ficção, os hábitos, as motivações e as verdades de artistas, curadores, jornalistas, críticos, colecionadores, marchands, instituições e de amantes das Artes em geral. Sendo o próprio Richter, além de autor, fotoartista, o livro traz a visão de quem viveu as frustrações e as conquistas do meio das Artes, em que hierarquias, amizades por interesse e regras ocultas convivem, lado a lado, com a infinita liberdade do criativo.

O Conto Azul de Leonardo da Vinci passa, porém, longe de ser uma obra analítica do meio das Artes. Acima de tudo, trata-se de um convite à redenção. Através de um enredo imprevisível, o leitor é conduzido à liberdade azul a que a arte se propõe.
placeholder
placeholder
placeholder
placeholder Versão eletrônica disponível na Amazon placeholder
placeholder
placeholder
placeholder O Autor placeholder
placeholder Felix Richter nasceu em 1975, no Rio de Janeiro. É jornalista, fotógrafo e romancista. O conto azul de Leonardo da Vinci foi seu terceiro livro de ficção publicado. Richter estreou sua carreira literária em 2009, com o romance Tem um louco solto na Amazônia. Em 2011, publicou O último urso-polar. Em 2012, O conto azul de Leonardo da Vinci. Em 2015, A razão do universo. placeholder